IX CAPÍTULO GERAL

IX CAPÍTULO GERAL

Estamos no tempo do anúncio e da preparação do IX Capítulo Geral. Trinta e cinco anos depois do primeiro Capítulo Geral Ordinário celebrado em Tucano, berço do nosso carisma, retornaremos a celebrar um Capítulo, com grande fé no Senhor e no seu Santo Espírito que continua a assistir a nossa Congregação, a Sociedade Joseleitos de Cristo. Tomados pela mão de nossa Mãe “boa Senhora”, no ano de São José, nosso patrono nos dirige um apelo que em vista do nosso IX Capítulo Geral Ordinário, ressoa de modo significativo e com um forte conteúdo emotivo.

O Divino Salvador diz no santo Evangelho que onde estão dois ou três reunidos em seu nome, Ele mesmo está ali entre eles. Nós não teremos outra finalidade no Capítulo a não ser a glória do Deus Uno e Trino e a salvação das almas redimidas pelo precioso Sangue de Jesus Cristo. Podemos, portanto, estar certos de que o Senhor se encontrará entre nós e Ele conduzirá as coisas de modo que todas redundem para a sua maior glória.

NOSSAS CONSTITUIÇÕES:

 Lemos nas nossas Constituições: “O Capítulo Geral, verdadeiro sinal de unidade na caridade, tem nesta Sociedade a autoridade soberana”[1]. O Capítulo-Geral é o sinal principal da unidade na diversidade da Congregação. É o encontro fraterno no qual os joseleitos fazem uma reflexão comunitária, para se manterem fiéis ao Evangelho e ao carisma do Fundador, e sensíveis às necessidades dos tempos e lugares. Mediante o Capítulo Geral, todo o Instituto, deixando-se guiar pelo Espírito do Senhor, procura conhecer, em determinado momento da história, a vontade de Deus para melhor servir à Igreja.

Pela dinâmica própria de cada Capítulo geral haveremos de nos encontrar como irmãos Joseleitos diante do desafio de rever a nossa fidelidade ao Senhor, ao Evangelho e ao Carisma que herdamos do nosso Pai, o Servo de Deus Pe. José Gumercindo Santos, sensíveis às necessidades dos tempos e dos lugares, deixando-nos guiar pelo Espírito Santo a fim de conhecer a vontade de Deus neste momento da história.

TEMA E LEMA:

Nosso Capítulo terá como tema: “Joseleito: um despertador de vocações por onde passa” e como lema: “Amai o estado que abraçais (…) então sereis despertadores de vocações”.

Temos uma grande responsabilidade: o carisma não é nossa propriedade exclusiva, não nos pertence, porque é dom do Espírito Santo para a Igreja e para o mundo. Entretanto, como Joseleitos de Cristo, nos é pedida a máxima atenção e a máxima fidelidade. O Capítulo Geral deve levar-nos a descobrir e reconhecer a vontade de Deus neste momento histórico e, assim, servir melhor a Igreja. O nosso trabalho de reflexão, estudo e diálogo, em clima de busca e discernimento, não tem outra finalidade que tentar discernir a vontade de Deus para nós hoje, diante da grande pergunta sobre como podemos ser autênticos consagrados hoje e sobre como podemos ser os Joseleitos que o próprio Servo de Deus, Pe. José Gumercindo gostaria que fôssemos para os destinatários do Carisma.

O trabalho que nos é confiado como homens de fé que amam a Igreja e a Congregação nos ajudará a concentrar-nos ao redor do perfil do joseleito do qual, na fidelidade às Constituições, o mundo e os pobres, órfãos, jovens e vocacionados de hoje continuam a ter necessidade. Isso será de grande importância na formação permanente de todos os joseleitos e em especial na formação inicial dos jovens joseleitos que hoje querem “seguir Jesus Cristo casto, pobre e obediente, do modo como viveu este ideal o [nosso] Fundador, Pe. José Gumercindo Santos”[2].

O Capítulo não é uma assembleia de acionistas de uma indústria, não é uma assembleia política com facções de interesses econômicos contrastantes, de prestígio e ambições. Os Joseleitos se reunirão como Igreja, como assembleia de homens consagrados, reunidos em nome do Senhor, totalmente devotados a um ideal sobrenatural: sentimos que somos homens de fé, cujas preocupações têm suas raízes na fé e cuja atividade, também a que estamos vivendo, é toda iluminada, reavivada e motivada pela fé. De fato, não nos basearemos em interesses humanos, mas pelos interesses de Deus, de seu Reino, de sua Igreja.

MENSAGENS DO PAPA FRANCISCO PARA O NOSSO IX CAPÍTULO GERAL ORDINÁRIO:

Sua Santidade o Papa Francisco saúda cordialmente os Padres da Sociedade Joseleitos de Cristo, que se reunem para o Capítulo Geral (…) e pede ao Espírito Santo que os guie e ilumine para que abrançando o estado de vida que abraçaram, sejam despertadores de vocações por onde passarem, como sacerdotes comprometidos com uma vida mística – profética e, com a mesma diligência de São José, estejam sempre dispostos a servir e acolher. Assim, na fidelidade ao carisma recebido e atentos aos sinais de Deus na terra dos homens, possam continuar a ser junto dos mais pobres e desfavorecidos aquela presença carinhosa e real do Pai dos Céus, que, por meio dos seus ministros, cuida de todos os pequeninos com quem Jesus quis se identificar (cf. Mt 25, 35-40), preparando-os para serem a glória do Seu Nome na terra e nos Céus. Como penhor de abundantes graças divinas, o Santo Padre concede aos sacerdotes eleitos à nova direção do Instituto e extensiva a todos os membros da Sociedade Joseleitos de Cristo, uma particular Bênção Apostólica[3].

O Sumo Pontífice quanto referido, pediu para transmitir a todos os membros da Sociedade Joseleitos de Cristo uma sua benevolente palavra de apreço pelo trabalho apostólico realizado e de encorajamento a prossegui-lo com generosidade, especialmente na tarefa de despertar novas vocações, tema que apropriadamente foi escolhido para este Capítulo Geral. Neste sentido, Sua Santidade os estimula a que ‘não tenham medo de anunciar o Evangelho, de encontrar, de oriental a vida dos jovens. E não sejam tímidos ao propor-lhes o caminho da vida sacerdotal, mostrando, antes de mais com o seu testemunho jubiloso, que é bom seguir o Senhor e oferecer a Ele a vida para sempre. E, como fundamento desta obra, recordem- se sempre de confiar-se ao Senhor, implorando d’Ele novos operários para a Sua messe e apoiando as iniciativas de oração em apoio das vocações’ (Papa Francisco, Discurso, 21/X/2016).

Como penhor de abundantes favores celestiais para os trabalhos e as opções que são chamados a realizar, o Santo Padre de bom grado concede ao Reverendo Pe. Júlio Cesar e aos demais participantes do Capítulo Geral extensiva a todos os membros deste Instituto de Vida Consagrada e às pessoas que beneficiam do seu serviço pastoral — a implorada Bênção Apostólica, pedindo que não se esqueçam de rezar por ele”[4].

SOMOS CHAMADOS:

Seremos chamados a discernir com realismo, coragem e determinação a orientação do caminho a percorrer nos próximos quatro anos, num momento eclesial muito especial de renovação e purificação. Somos chamados a:

  1. Refletir sobre o nosso ser “despertadores de vocações”;
  2. Priorizar o acompanhamento dos adolescentes e jovens mais pobres e necessitados, que precisam da nossa voz e das nossas escolhas em favor deles;
  3. Continuar a nos formar e, sobretudo, acompanhar a formação dos joseleitos jovens de hoje e de amanhã, para que o desejo dos seus corações seja serem apaixonados por Cristo, como viveu este ideal o nosso Fundador, o Servo de Deus Pe. José Gumercindo (Constituições, art. 1), por esta humanidade muitas vezes sofredora e pelos seus jovens. Joseleitos em processo permanente de fidelidade, empenhados em evidenciar e erradicar as tentações de superficialidade, banalidade, ostentação, clericalismo, poder e comodidades; os destinatários do nosso carisma, que nos salvam disso tudo, precisam, sobretudo do joseleito humilde e simples como São José, amigo, irmão e pai que, simplesmente por viver cheio de Deus, dá a vida sem buscar a si mesmo.

NOSSO FUNDADOR:

  As palavras do nosso Pai Fundador, em sua circular de Convocação do Primeiro Capítulo Geral Ordinário: “Chegamos à data memorável da convocação do primeiro Capítulo Geral Ordinário da nossa cara Sociedade. (…) Espero em Deus nosso Pai e na proteção de N. Senhora e S. José, como ainda na assistência dos nossos outros protetores, que também esse novo Capítulo Geral seja para nós outra Belém, nascedoura de maior amor à Sociedade e de impulsos novos para a arrancada de maior progresso e maior cumprimento dos nossos sagrados deveres. Que os gabaritados para esse novo Capítulo Geral se conscientizem e se preparem na oração e no estudo para tão frutuoso certame de fé e de amor”[5].

Que a Virgem Senhora das Graças e nosso Patrono São José, com os demais Protetores do nosso Instituto, intercedam pela nossa missão de “despertadores de vocações” e pelo nosso Capítulo.

Pe. Júlio Cesar de Mello Almo, Diretor Geral 


[1] Cf. SOCIEDADE JOSELEITOS DE CRISTO, Constituições,  Salvador, 2013, art. 26 e CIC, c. 631 ss.

[2] Cf. SOCIEDADE JOSELEITOS DE CRISTO, Constituições,  Salvador, 2013, art. 1.

[3] PAROLIN, P. Secretaria de Estado, Vaticano, 22 de dezembro de 2020.

[4] SECRETARIA DE ESTADO, Vaticano, 13 de janeiro de 2021, N. 518.613.

[5] SANTOS, J.G., Quarenta anos no deserto, SAGRA, Feira de Santana, 1991, p. 317.

Mais Vistas

Animação Vocacional

O Serviço de Animação Vocacional Joseleito busca acompanhar os jovens no seu caminho existencial rumo à maturidade para que possam descobrir sua vocação específica e realizá-la à luz do mistério divino.

Assine Nossa Newsletter

Endereço

Sociedade Joseleitos de Cristo
Casa Geral “Pe. Gumercindo”
Rua Prof. Luís Anselmo, 99  (Luís Anselmo)
CEP.: 40.260-485 – Salvador – BA

© Copyright Sociedade Joseleitos de Cristo. Feito com por