50 anos da presença dos Joseleitos em Salvador-BA.

50 anos da presença dos Joseleitos em Salvador-BA.

No dia 29 de abril de 2022, em celebração Eucarística presidida por sua Eminência o Cardeal Arcebispo de São Salvador da Bahia, Dom Sérgio da Rocha, celebramos os 50 anos de fundação da Paróquia Santa Teresa D’Ávila e da presença dos Joseleitos na Arquidiocese de São Salvador da Bahia. A celebração contou com a participação do Diretor Geral da Sociedade Joseleitos de Cristo, o Pe. Francisco de Barros Barbosa, com a presença do Pároco, Pe. Leandro Justino e demais irmãos da casa Geral, a saber, Pe. Sílvio, Pe. Edson Menezes e Ir. Rodrigo. Também marcaram presença as irmãs Franciscanas Imaculatinas e centenas de paroquianos. Foi uma celebração solene na qual o Cardeal agradeceu a presença dos Joseleitos na Paróquia neste período de 50 anos. O Pe. Barbosa também usou da Palavra para destacar a importância desta paróquia para a Congregação, pois nela esta situada a nossa sede Geral.  Ao final da celebração, como marco deste Jubileu de Ouro, foi descerrada uma placa comemorativa em agradecimento aos Joseleitos e as irmãs Franciscana Imaculatinas pelos 50 anos de presença e evangelização neste território paroquial.

Para conhecer um pouco mais desta história recolhemos o testemunho do Pe. Henrique e visitando os anais da Congregação e o livro de tombo paroquial apresentamos as seguintes informações históricas:

Segundo testemunhou o Pe. Henrique assim se desenvolveu a nossa história em Salvador: “Os Joseleitos moravam na praia do Buraquinho e não tinham o trabalho pastoral, era só uma comunidade para os estudantes de Filosofia e Teologia. Nos anos 70 o Pe. Gumercindo foi a Salvador com o desejo de comprar uma casa para a Congregação. Assim, entrou em contato com um engenheiro, dono da casa na Luís Anselmo, que estava desocupada, e efetuou tal compra. Ali seria instalada a comunidade do “Lar Santo Antônio” em agosto de 1971. A presença neste território levou o Pe. Gumercindo a entrar em contato com o responsável por toda aquela área paroquial, então Paróquia Bom Jesus dos Milagres, que era um franciscano, e nesta conversa se propôs criar uma nova paróquia, a futura paróquia Santa Teresa D’Ávila, que seria criada em 29 de abril de 1972 pelo Cardeal Dom Avelar Brandão.”

Casa Geral quando adquirida em 1972

Os anais da Congregação registram: “Em 29 de abril de 1972 o Diretor recebia de Dom Avelar Brandão Vilela para a Sociedade, a nova paróquia de Santa Teresa, em Matatu-Salvador, apontando para seu primeiro Vigário, o joseleito, Pe. Luís Parente.”

No livro de tombo paroquial encontramos a história desses 50 anos e resumidamente apresentamos:

29 de abril de 1972 nascia a Paróquia Santa Teresa D’Ávila em Salvador Bahia. Criada pelo então Cardeal Arcebispo Dom Avelar e confiada aos padres Joseleitos que chegavam à Arquidiocese de São Salvador da Bahia. Desmembrada da Paróquia Bom Jesus dos Milagres, a nova Paróquia situava-se no bairro Luís Anselmo e loteamento Jardim Santa Teresa.

Sala da Casa Geral onde se celebrava as missas

Na rua Luís Anselmo, 99, era criado o Lar Santo Antônio, comunidade religiosa dos padres e irmãos Joseleitos, que se tornou a casa do povo. A capela Santo Antônio ia se edificando ao lado da casa dos padres e, por muito tempo, funcionou como matriz provisória da Paróquia.

No loteamento Santa Teresa estava o Instituto Frei Ludovico das irmãs Franciscanas Imaculatinas, parceiras nesta missão, este, sempre foi um lugar de encontros e celebrações.

Primeiro de maio de 1972 tomava posse o primeiro vigário, o Padre Luís Parente. Guiado pelo Espírito Santo e auxiliado pelos irmãos joseleitos e as irmãs do Instituto Frei Ludovico, com o povo de Deus a paróquia dava seus primeiros passos.

Em 30 de junho de 1976 o Pe. José Gumercindo recebeu provisão de Vigário Econômico da Paróquia Santa Teresa. O Fundador da Congregação dos Joseleitos teve papel significativo na criação e na evangelização da nossa Paróquia.

E nossa história continua! Em 06 de dezembro de 1978 o neo-sacerdote, Pe. João Pereira Belém, que já trabalhava na evangelização da Paróquia, recebeu a provisão de vigário e conduziu esta porção do povo de Deus. Foi com este sacerdote que recebemos a doação do terreno das Irmãs Imaculatinas para a construção da futura Matriz.

No ano de 1982 a tristeza se abateu sobre nossa comunidade paroquial com o falecimento do Pe. Belém. Mais o Espírito Santo nos Deus força para continuar.

O Pe. Henrique assumiu a missão de Vigário da Paróquia em 25 de abril de 1982.  Ele levou a primeira imagem de Santa Teresa, em procissão, do Lar Santo Antônio para o Instituto Frei Ludovico que ficaria lá até a construção da Igreja matriz, ali ao lado, no terreno recebido de doação. Ele empenhou-se nos trabalhos de conclusão da capela Santo Antônio junto com o povo.

Os irmãos Joseleitos, estudantes de teologia, auxiliavam na pastoral paroquial. A Comunidade do Lar Santo Antônio sempre foi uma bênção para a nossa evangelização, bem como as irmãs Imaculatinas. Muitas consagradas aqui se doaram.

Abril de 1986 o Pe. João Félix Neto assumiu a paróquia recebendo o título de pároco e permaneceu nesta função por um ano cooperando com a evangelização. O diácono Enoque o auxiliava e, tão logo, ordenado padre assumiu a paróquia. Era 08 de março de 1987. Assim, pode viver as primícias do sacerdócio conosco, nesta missão paroquial.

Pe. Enoque e Ir. João Justino em Celebração de 1ª Eucaristia

Em 21 de dezembro de 1990 recebemos o novo pároco o Pe. Juraci Gomes que com o seu dinamismo empenhou-se na evangelização auxiliado pelas irmãs. Em cada grupo e pastoral percebíamos o empenho, a dedicação e o amor.

Nossa história foi se construindo pela doação de cada sacerdote e irmãos Joseleitos; de cada irmã Imaculatina e a generosa doação dos leigos e leigas.

Ir. João Justino, Madre Luizinha Imaculatina e crianças da 1ª Eucaristia do Baixão 1986.

Fevereiro de 1992 foi a vez de acolher como pároco o Pe. Afonso dos Santos. Mais um sacerdote que se doava no serviço pastoral. A paróquia mostrava-se viva em suas pastorais e movimentos e cada um colaborava generosamente.

O tempo foi passando, fomos fazendo história e em 02 de outubro de 1999 o Pe. Francisco de Barros Barbosa era nomeado novo Pároco. Por menos de um ano esteve à frente da nossa Paróquia e cooperou grandemente com nossa vida espiritual.

A população do nosso território paroquial só aumentava e um novo sacerdote chegava em nosso meio. Era 13 de agosto do ano de 2000 quando o Pe. Severino Isaías assumiu esta missão e permaneceu por 4 anos. Mais um sacerdote que se doava para ver o Reino de Deus acontecer em nosso meio.

Assim, fomos escrevendo novos capítulos da nossa história e de um galpão no Jardim Santa Teresa passamos para a realização de um sonho, nossa Matriz paroquial era construída.

No ano de 2004, na data de 27 de abril, nós, paroquianos, recebíamos o Pe. Júlio Cesar como novo Pároco. Com seu generoso trabalho e dinamismo, logo tratou de providenciar a bênção do terreno e a colocação da pedra fundamental para a edificação da Matriz de Santa Teresa. Com ele também nasceu a comunidade São José operário no Baixão.

A construção da Matriz estava bem adiantada, podíamos ver a providência divina a nos acompanhar neste trabalho. As doações do exterior, as ajudas da comunidade paroquial, os diversos eventos realizados angariavam fundos para esta edificação.

Com a generosa doação de cada um, o projeto de construção era finalizado.  Chegou o dia tão esperado da dedicação da Matriz de Santa Teresa: era 11 de outubro de 2008. Uma comunidade animada pelo Espírito de Deus, vivia na alegria, aquele momento histórico. A casa paroquial, também, era mais um sonho que se concretizava.

Nós, povo de Deus, paroquianos de Santa Teresa, víamos estes acontecimentos como graça, pois aquela igreja que cada um de nós foi se tornando, ao longo deste caminho de evangelização, contemplava no templo de pedras o nosso rosto, a nossa doação e conquista.  Gratidão a todos que não mediram esforços para realização de tal sonho.

Mais um sacerdote Joseleito chegava para deixar sua colaboração e servir a este povo de Deus. O Pe. Francisco Valter era nomeado pároco em 12 de fevereiro de 2012. Com ele celebramos os 40 anos de nossa paróquia, tempo oportuno para olhar para nossa caminhada de evangelização.

E em 09 de março de 2014 o Pe. Jaílson Felix era nomeado novo Pároco. Seu dinamismo e criatividade impulsionava a vida paroquial. Já falamos de um tempo bem próximo de nós. O Espírito Santo foi nos conduzindo ao longo desta história de fé.

Hoje aqui estamos em meio aos desafios do nosso tempo, mas firmes na evangelização fazendo desta paróquia o lugar da doação de onde emana o amor de Cristo para todos pela graça dos sacramentos.

Movidos pelo amor de Deus celebramos nosso Jubileu de Ouro:

  • 50 anos a serviço do Reino de Deus sob a proteção de Santa Teresa de Jesus, o auxílio da Virgem Maria, a intercessão do glorioso São José e de Santo Antônio;
  • 50 anos lançando as sementes do Evangelho e colhendo a graça de Deus;
  • 50 anos de sacerdotes e irmãos Joseleitos dedicados a esta missão;
  • 50 anos de cooperação, auxílio e generosa doação da vida de tantas irmãs Franciscanas Imaculatinas;
  • 50 anos de leigos e leigas engajados no serviço pastoral;

Com Santa Teresa de Jesus queremos caminhar juntos em uma Igreja Sinodal.

Fotos da Celebração do Jubileu de Ouro:

  

 

 

Mais Vistas

Animação Vocacional

O Serviço de Animação Vocacional Joseleito busca acompanhar os jovens no seu caminho existencial rumo à maturidade para que possam descobrir sua vocação específica e realizá-la à luz do mistério divino.

Assine Nossa Newsletter

Endereço

Sociedade Joseleitos de Cristo
Casa Geral “Pe. Gumercindo”
Rua Prof. Luís Anselmo, 99  (Luís Anselmo)
CEP.: 40.260-485 – Salvador – BA

© Copyright Sociedade Joseleitos de Cristo. Feito com por